Igreja Batista do Jardim Europa
MENSAGENS
OS PROPÓSITOS DE UMA CÉLULA
OS PROPÓSITOS DE UMA CÉLULA

Em nossa Igreja (PIB de Campo Grande, MS), a Célula é um pequeno grupo de aproximadamente 15 pessoas, que, sob a bênção de Deus e a orientação da Equipe Pastoral, reúne-se semanalmente para fazer da vida cristã um estilo de vida, com a grande vantagem de desenvolver relacionamentos significativos.

Frases como: “Pessoas precisam de Deus e pessoas precisam de pessoas”, ou “A palavra chave em células é relacionamento” são extremamente verdadeiras na vida em células. São muito mais do que frases de efeito.

No mundo de hoje as pessoas estão cada vez mais frustradas com organizações e instituições e, conseqüentemente, mais abertas e necessitadas de acolhimento, aceitação e amor, e isso é exatamente o que ela pode conseguir num grupo pequeno chamado célula dentro de nossa igreja.

1. O PROPÓSITO ESTRATÉGICO DA CÉLULA
A célula não é um fim em si mesma. Ela responde a uma necessidade e razão de ser de sua existência. Em nossa igreja, o seu propósito é múltiplo, tendo em vista várias necessidades mais significativas. Os propósitos alistados abaixo figuram em ordem de prioridade, de modo a responder às atuais necessidades da igreja. Talvez daqui a algum tempo não respondam mais a essas mesmas necessidades nessa mesma ordem:

1.1 Integração de novos convertidos
Ainda somos uma igreja de programas, em transição para uma futura igreja em células pura, se assim Deus nos permitir, e se formos persistentes na visão que Ele nos deu, priorizando as células. Sendo assim, ainda mantemos vários cultos semanais, que trazem dezenas de pessoas a Cristo. Não podemos dizer que estão convertidas, mas, que deram o primeiro passo rumo ao Senhor Jesus. As células são usadas tremendamente por Deus para integrá-las na vida da Igreja. Um novo convertido envolvido rapidamente na célula, será amado e ajudado pelo relacionamento que terá com os outros crentes. Na integração, não tenha dúvida, o melhor método é o relacionamento pessoal. A célula sempre terá lugar para um novo convertido. Ele é um bebê que carece de nosso cuidado e amor.

1.2 Desenvolvimento de Comunhão
Pode-se notar que nossos cultos, graças a Deus, são muito concorridos. Numa imensa massa humana, ninguém pode conhecer ninguém em profundidade. As pessoas sentem falta do abraço amigo, da atenção carinhosa dos irmãos quando elas passam por momentos difíceis, ou simplesmente querem desfrutar da amizade dos irmãos. Os cultos nunca poderão oferecer as condições ideais para as pessoas se mostrarem e receberem afeto. É por isso que, semanalmente, a célula se torna um ninho de amor, onde as pessoas podem se ajudar mutuamente, orar umas pelas outras, se encorajarem mutuamente, fazendo com que vislumbremos um pouquinho do que a igreja primitiva vivia: em plena comunhão.

1.3 Cuidado do Rebanho
Somos ovelhas do Senhor Jesus e seu rebanho especial. Numa comunidade de aproximadamente 4.000 pessoas é impossível que uma Equipe Pastoral de sete pessoas, mesmo que se esforce ao máximo, consiga dar aquela atenção especial que cada pessoa merece. Jesus sabia disso. Foi por essa razão que treinou pessoas. É por isso que o Espírito Santo capacita os crentes com dons espirituais. Na igreja há muitos crentes que, embora nunca tenham estudado num seminário, fazem um maravilhoso trabalho de pastoreamento. Trata-se de estar próximo das pessoas quando precisam; de ouvi-las quando precisam desabafar; de orar com elas. Isso é pastoreio. Lógico que para os casos mais complicados, os pastores estão prontos para orientarem os líderes e auxiliares de células nesse trabalho.

1.4 Evangelização
A célula ideal é aquela que não dispensa as oportunidades de fazer evangelização através da amizade. Fazer uma lista de pessoas não crentes para orar pedindo a Deus que se convertam é uma prática habitual de uma boa célula. Trazer amigos para uma reunião de célula é, na maioria dos casos, muito mais fácil do que conduzi-las a um culto dominical. Muitos não crentes têm barreiras com igreja por vários motivos. A célula é indispensável como ferramenta contemporânea de evangelização. Alguém disse: “Uma célula que não evangeliza, já nasce morta!”

1.5 Discipulado
Discipular é uma ordem de Jesus (Mt 28.16-20). Ele fez isso para que tivéssemos modelo para fazê-lo também. O apóstolo Paulo insistiu em que Timóteo investisse seu tempo e vigor, com pessoas que se reproduzissem em outras. Discipular é mais do que ensinar, é ensinar como fazer. É uma transfusão de vida. Aprende-se com um cristão mais experiente a fim de se alcançar maturidade, que por sua vez, será demonstrada em fazer outros discípulos para Jesus.


  
Voltar
  contato@ibje.com.br
  (19) 3457-2719
Rua Bélgica, 2546 - Jardim Europa
Santa Bárbara D`Oeste - SP
CEP 13455-440